28 de jun de 2012

Katy Perry - Wide Awake






Gente vcs que ja assistiram esse vidio entenderam o significado dele? Os que não assistiram assista.


Vou explicar um pouco das metaforas do clipe para voces.
Tudo começa com uma cena da Katy finalizando o clipe “California Gurls”, naquela parte das nuvens de algodão doce. Ela sai para o camarim e tira sua peruca cor de rosa, o que pode ser uma referência a um afastamento desse lado fofo e de uma certa maneira um pouco inocente. Ela se olha no espelho séria e surgem raízes de uma árvore meio que saindo de dentro da cabeça dela e levando para uma outra Katy Perry, mais séria com um visual escuro e sóbrio.
Com a ajuda de uma luminária antiga, essa Katy Perry mais dark (que poderia ser uma alusão a seu inconsciente) anda por um labirinto escuro e frio que possivelmente remete a um momento ruim da vida dela em que ela se sentiu perdida, sem saber que rumo tomar….
As paredes começam a se fechar sobre ela, talvez mostrando a pressão que ela sofre, não só pela vida de celebridade mas também por um casamento que não deu certo. Ela acaba comendo um morango bem vermelho e de repente se sente forte o suficiente para afastar as paredes (ou aquilo) que estava sufocando ela. O morango é a docura. Independente do que seja sua simbologia, ele lhe dá poderes!
Essa força subita cresce e ela solta um “firework” (fogos de artificio, referência à música dela), a luz ou o poder que todos nós temos dentro da gente. É como que ela tivesse conseguido juntar forças para sair desse labirinto. Daí ela se encontra com a mini-Katy, que pode representar sua inocência, uma versão mais pura de si mesma, que já tinha esse sonho de cantar num palco com um vestido lindo, mas que ao mesmo tempo ainda não passou por nada que a Katy adulta viveu. Lembrando da sua essência e do porque ela se tornou a cantora famosa…
As duas Katys entram num corredor cheio de espelhos (um detalhe: só a Katy real tem reflexo). Os espelhos representam não só a imagem dela, mas a cobrança pela beleza e perfeição. Dentro do último espelho têm vários paparazzis e um específico com cara de personagem mau de filme de terror. Afinal são eles que ficam na cola dela, perseguindo-a por onde quer que ela vá e sempre cobrando a tal beleza e perfeição integral que deve ser praticamente insuportável. O chão começa a se desfazer, como se estivesse sendo perseguinda por uma destruição, mas ela acaba quebrando o espelho e as borboletas que compunham o seu vestido saem voando.
A próxima cena é muito interessante. Katy está doente, numa cadeira de rodas, sendo empurrada pela mini-Katy. Isso já tem muito significado: uma Katy fragilizada, cansada que só continua seguindo em frente porque sua essência está ainda forte. O morango aparece na sua mão, que está muito trêmula e dois médicos com cabeça de animal ficam parados, obstruindo o caminho. A mini-Katy começa uma luta contra os dois e no mesmo instante a Katy adulta meio que “recebe” esse poder dela e acaba levantando da cadeira de rodas.
As duas vão parar numa outra parte do labirinto que mais parece um jardim dos sonhos. Elas se deparam com um príncipe charmoso, bem igual ao dos contos de fada, que desce do seu unicórnio e com os dedos cruzados (nos EUA isso simboliza mentira) ele chega na Katy… Essa simbologia é fácil de captar: é o Russel! Ela acreditou que ela seria seu grande amor, afinal ele jurou amor eterno no casamento, mas no fim ele a traiu e a Katy acaba metendo-lhe um belo dum soco!
As duas saem do jardim por uma passagem em formato de coração, talvez como que se aquele representasse o coração da Katy mesmo… As duas se abraçam satisfeitas por chegarem juntas ao fim do labirinto e a mini-Katy lhe entrega algo antes de sair correndo até sua bicicleta rosa (onde está escrito Katheryn, o nome da Katy, para a galera não duvidar que era a própria) e se despedir. Quando a Katy olha para ver o que era, ela vê uma borboleta que sai voando enquanto ela volta para o seu camarim, dessa vez com outro figurino do Teenage Dream para poder voltar ao palco.
A borboleta simboliza a transformação para algo melhor, já que ela começa sua vida como uma lagarta e depois ganha suas lindas asas. A Katy passou por uma fase bem difícil e apesar de tudo parecer puxa-la para o fundo do poço, ela conseguiu manter sua força interior que a ajudou a enfrentar cada desafio e sair dessa numa boa. Katy voltou a ser ela mesma, forte o suficiente para voltar ao palco!


Fonte: http://marimoon.mtv.uol.com.br/wide-awake/#more-726182

2 comentários:

  1. Bom ,vi seu comentário no meu skoob e aqui estou!
    Eu adorei essa nova musica da katy e gostei muito da sua interpretação sobre o clipe!
    o clipe mostra mais ou menos isso o que você falou mesmo ^^ estou te seguindo.Se quiser da uma passadinha no meu blog também! Espero que goste.
    beijos

    http://www.strawberrydelivrosefilmes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Bom, depois do seu comentário no skoob, cá estou eu.
    Muito interessante essa interpretação do clip da Katy.
    Eu não sou chegada nas músicas dela, mas reconheço que há profundidade nas letras dela e etc...
    Bjos

    Depois passa ´lá no meu www.discorrersobre.blogspot.com

    Ah, já tou seguindo

    ResponderExcluir